The Cure, Def Leppard e Radiohead entram para o Rock and Roll Hall of Fame

A “Classe de 2019” do Rock and Roll Hall of Fame, será composta por cinco artistas britânicos e dois norte-americanos. Da Inglaterra agora fazem parte da entidade os Zombies (primeiro disco lançado em 1964), Roxy Music (1972), The Cure (1979, foto), Def Leppard (1979) e o Radiohead, os mais novatos da turma com seu primeiro disco saindo em 1993. Dos EUA vieram Stevie Nicks – que já fazia parte do Hall da Fama como integrante do Fleetwood Mac e agora também está por sua careira solo que se iniciou em 1981 e Janet Jackson, que começou a gravar em 1982.

A cerimônia de indução acontece em 29 de março do ano que vem e a cerimônia deverá acontecer sem grandes cargas dramáticas, já que quatro das cinco bandas nominadas seguem na ativa. A exceção é o Roxy Music que encerou suas atividades nos anos 80, e retornou para uma série de shows no início da década passada. Ou seja, resta saber se uma nova reunião irá acontecer e também se Brian Eno, que deixou o quinteto depois do segundo disco, irá comparecer na festa.

Um reencontro dos músicos que já tocaram no The Cure, também é algo desejado pelos fãs que certamente gostariam de ver, ao menos uma vez mais, Robert Smith e Simon Gallup tocando com Porl Thompson, Lol Tolhurst e Boris Williams.
Quem ficou de fora:
Como acontece todo ano, alguns artistas quase chegaram lá, mas ainda não foi dessa vez. Kraftwerk, Todd Rundgren, Rage Against the Machine, Rufus & Chaka Khan, MC5, LL Cool J, John Prine e o Devo conseguiram entrar para a lista de pré-indicados, mas não conseguiram votação suficiente para se tornarem membros.

Fonte : Vagalume

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *